23 de nov de 2010

Colchão Inflável Sleep - Guepardo

Hoje vou falar de mais um produto da Guepardo : Colchão Inflável Sleep para Casal.

Eu, sinceramente, não gostava desses colchões infláveis, pois os que eu conheci vinham com um inflador manual, não era nada compactos, horríveis de encher e faziam muito barulho quando a pessoa se mexia. Em resumo: eu tinha um certo trauma!

Mas o Colchão Inflável Sleep curou meu trauma. Ele vem com inflador embutido fácil de usar e fica super compacto. Demorei apenas 17 minutos para enchê-lo totalmente! É muito confortável, bonito, resistente e no tamanho ideal. Se você tem casa de campo, praia, recebe visitas em casa, acampa (seja caçando, pescando ou trilhando) esse colchão é ideal, pois oferece conforto, não ocupa espaço e é fácil de carregar (linda bolsa de transporte).

Todos que virão o colchão querem um. Minha mãe já disse que vai ser ótimo quando ela receber as visitas, ou seja, tenho uma sócia... :)

Vejam o vídeo para maiores detalhes de uso e de como ele é prático:





Dados técnicos:

- Tamanho inflado: 185 x 135 x 23cm;

- Possui sacola para transporte;

- Prático inflador embutido (tipo esponja - maior durabilidade);

- Cama pronta para uso em poucos minutos;

- Suporta aproximadamente 230kg;

- Produzido em PVC ultraresistente com acabamento aveludado;

- Peso: 3kg

- Manual


Colchão Inflável Sleep da Guepardo, mais um produto que eu testei e recomendo.

10 de nov de 2010

Barras de Cerais e Frutas Bio Brasil - Proativa

Hoje vou falar dos produtos da marca Bio Brasil, a caçula das representações da Proativa.

São as barras orgânicas de frutas eBar e as barras orgânicas de cereais biO² .




Barra de cereal! Grande novidade! Tem tantas por aí! Vocês vão pensar.

Barras de cereais não orgânicas (leia-se cheia de conservantes) existem aos montes, com sabores mais que exóticos: brigadeiro, torta de limão, docinhos de festa, aquela clássicas com gosto de cortiça, e até caipirinha (que parece recheio de biscoito de limão)!!! E as barras de frutas? Só tem de banana e é uma briga para tirar um pedaço, pois tem umas que são muito duras.

A Bio Brasil veio trazer as barras orgânicas (com certificações), saudáveis e totalmente Vegan.
Os sabores são outro atrativo. São as frutas do nosso país: Açaí, Acerola, Cupuaçu, Goiaba, Banana e Abacaxi.


Destaques na composição:


sem adição de açúcar (adoçado com mel)

sem aromas aritifciais

sem conservantes

rico em fibras

sem agrotóxicos

0g de gorduras trans

não contém glúten

menos de 90kcal

sem xarope de glicose

embalagem ecológica





E o gosto é ótimo, tem gosto da fruta mesmo. Não aquele sabor artificial dos conservantes, mas parece que você está comendo algo com a fruta fresca. E as barras de frutas são macias e você não precisa brigar para tirar um pedaço.

É preciso dizer mais ?? Claro que não. Barras orgânicas de cereais e de frutas da Bio Brasil, distribuidas pela Proativa, eu provei, aprovei e recomendo. 


6 de nov de 2010

Bate Papo - Kiko Araújo da Proativa Equipamentos

Estou criando um novo espaço no blog: Bate Papo !!! Um espaço para uma conversa informal com montanhistas, escaladores, esportistas em geral, instituições e empresas do ramo. Um modo de conhecer um pouco mais e saber dicas e novidades. Essas entrevistas serão feitas em parceria com o site Trekking Brasil do meu amigo Mario Nery.

Já começamos com o pé direito: entrevistamos Kiko Araújo, um dos sócios da Proativa Equipamentos.

A Proativa é formada por três sócios: dois no Rio e um em São Paulo. Cada um com seu respectivo esporte - escalada, montanhismo e ciclismo.

Desde 2001 importa e distribui produtos para esporte, lazer e viagens das maiores e melhores marcas. Deuter, Lafuma, Princeton Tec, Sea To Summit, Lorpen, Dakar, Azteq, Summ, Liofoods, Clorin e a caçula Bio Brasil. Alguns produtos dessas marcas já tem review aqui no blog.

A conversa aconteceu no escritório da Proativa no meio do expediente, em um clima mais que informal. É muito bom quando colocamos um rosto em uma empresa, mesmo sabendo de toda a qualidade e excelência dos produtos, o fator humano faz a diferença.





Para saber todos os detalhes da Proativa e como foi esse bate papo  vejam os vídeos::


Making Of: http://www.youtube.com/watch?v=h0exC8luc3s

Parte I: http://www.youtube.com/watch?v=ayZch5jzMSU

Parte II: http://www.youtube.com/watch?v=RfCmp5xH97U

Parte III: http://www.youtube.com/watch?v=EN7b8OfTsV4


Para saber mais acesse o Trekking Brasil.

24 de set de 2010

Adventure Sports Fair 2010 - Anhambi ( SP )

Dia 23/09/10 estive na Adventure Sports Fair 2010, no Anhambi, em São Paulo, que foi até o domingo 26/09/10. 




Fiquei encantada com a feira ! Quem foi sabe do que estou falando e quem não pode ir, se programe para o próximo ano, pois é imperdível. A feira não é só para quem já pratica algum esporte, mas para quem gosta de aventuras.

Li que várias pessoas haviam reclamado da do ano anterior, mas essa não há do que reclamar! Teve de tudo um pouco de tudo: venda de barcos e jatos, teste drive de carros e bicicletas, caiaque, pranchas, arvorismo, slackline, snowboard, editoras, stands de turismo de vários estados do Brasil e países da America Latina, paredes de escalada, trilhas de bicicleta, rally, e, é claro, expositores dos melhores produtos para aventura. Ou seja, um paraíso para os amantes dos esportes.







Havia o setor Outdoor Business aonde eram feitas as reuniões para novas parcerias. Lá estavam a Solo, Snake, Proativa, Botas Nomades, Trilhas e Rumos, entre outros. 







Além de várias tomadas da feira e fotos, temos três entrevistas especiais: Fabio das Botas Nomade, Anderson da Kailash e Veronica da Curtlo. Eles apresentaram as novidades e lançamentos das marcas. Foram de uma atenção e simpatia sem igual !!! Vejam como são as coisas, três grandes marcar como essas dão uma atenção fantástica, daí vem um expositor de óculos ( q não vou citar o nome ) e o dono nós trata super mal em seu stand. Com isso ele só perdeu - propaganda e clientes - pois eu iria comprar um produto e indicar. E os outros o que ganharam: ELOGIOS !!!! Um evento é feito para conquistar novos clientes e parceiros e não para espantá-los. 

Adventure Sports Fair - 2010
Youtube http://www.youtube.com/watch?v=3UOeUsDW9GA

Botas Nômade
Youtube http://www.youtube.com/watch?v=1JTAgP52AW0


Curtlo
Youtube http://www.youtube.com/watch?v=FjCaiLRMKrs


Kailash
Youtube http://www.youtube.com/watch?v=yPLsQ44my1E



Mais detalhes e videos Trekking Brasil .

21 de set de 2010

X-Cup - Sea to Summit

A X-Cup pertence a nova linha X-Series da Sea to Summit, distribuida aqui no Brasil pela Proativa . Essa nova linha (X-Cup, X-Mug, X-Bowl e X-Plate ) vem inovar os utensílios de aventura. São feitos de silicone flexivel e o fundo de nylon super resistente.



Além de lindo é super prático, pois não ocupa espaço na mochila. Quem nunca se viu no dilema de encontrar espaço na cargueira para levar copo e prato ? Agora com essa nova linha da Sea to Summit isso ficou fácil.
Ele é super resistente, capacidade para até 250ml, suporta calor até 180º C e frio de até - 40º C. Ele também não guarda cheiro - que um dos granes defeitos do plástico -  pois não tem nada mais chato do que pegar um copo para tomar café e ele ter cheiro de refresco !!

  
Levei o meu X-Cup para um teste de campo na Serra dos Órgãos - todas as fotos tem o camping de fundo e no vídeo o som do vento tem participação especial :) . Todos vinham me perguntar que copo era esse, aonde eu tinha comprado. 

Outro ponto interessante são as marcas que dividem o X-Cup por ml ou fração. Isso facilita muito na hora de fazer alguma receita ou simplesmente adicionar a porção correta de água a um prato (liofilizados, sopas, macarrões e etc).



















Abaixo segue um vídeo com mais demostrações desse inovador produto da Sea to Summit, distribuido pela Proativa.

X-Cup da X-Series Sea to Summit eu uso e recomendo !!



13 de set de 2010

Almofada Térmica - Guepardo

A almofada térmica ( Magic Heat Pad ) da Guepardo aquece a, aproximadamente, 54 C quando ativada. É muito eficiente para tratamentos fitoterápicos e dores musculares e é perfeita para aquecer em dias frios.




Existem três tamanhos: 8x12,5, 10x15 e 16x25. Para ativar, basta flexionar o metal, que desencadeará uma reação que causará o aquecimento e mudará de gel para cristais. A almofada pode ser utilizada por várias vezes. Basta reaquecê-la em água fervente.

Eu utilizo a minha constantemente para tratar de dores musculares e aquecer nas noites frias dentro da barraca de camping.

O vídeo abaixo mostra melhor o produto!!! Eu uso e recomendo mais essa incrível inovação da Guepardo.



17 de jul de 2010

Barraca Vênus para 3 pessoas - Guepardo

Mas uma vez venho falar de um produto  Guepardo . Perceberam como não me canso de falar dessa empresa? Também com essa qualidade fica fácil ! Dessa vez é a Barraca Vênus para 3 pessoas.




Dados técnicos:

- Barraca em poliéster 190T High Quality;

- Capacidade: 3 pessoas;

- Sobreteto com ventilação lateral;

- Duas entradas;

- Entrada de ar no teto;

- Fixação da estrutura da barraca em ganchos;

- Tela Mosquiteiro NO SEE UM;

- Coluna d'água de 1200mm;

- Alta resistência à chuva;

- Costura selada;

- Piso em polietileno de alta resistência;

- Varetas em fibra de vidro;

- Possui sacola para transporte;

- Cor: Cinza com Oliva;

- Peso: 4,200 kg

- Medidas: 210 cm x 180 cm x 135 cm.

A Guepardo mais uma vez me surpreendeu. A barraca além de linda, prática, espaçosa, é muito fácil de montar. Duas pessoas montam a barraca em menos de 10 minutos sem ajuda de manual ( mas caso queiram dar uma olhada nele: manual ). Não é uma das mais leves, mas as qualidades compensam. Devido ao peso, não aconselho para quem se aventura solo.Vários detalhes impressionam na Barraca Vênus. Quem acampa em baixas temperaturas sabe o quanto é importante evitar a condesação e a ventilação no sobreteto é perfeita. A forma de fixação com ganchos é outro detallhe.

Abaixo um vídeo demostrativo da Barraca Vênus para 3 pessoas da Guepardo:




5 de jul de 2010

Urca - Pão de Açúcar e Caminho Cláudio Coutinho

A cidade do Rio de Janeiro começou no bairro da Urca. Quando os franceses, comandados por Villeganion, invadiram a baia de Guanabara, Portugal enviou Estacio de Sa para combatê-los e este fundou as bases da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro (nome em homenagem ao Rei Dom Sebastião) em 1° de março de 1565, entre os morros Cara de Cão e o Pão de Açúcar - que é a praia de fora, dentro do terreno da Fortaleza de São João.

O Pão de Açúcar é marca registrada da cidade e a inauguração do teleférico em 1912, projetou o nome do Brasil para o exterior. O teleférico foi o primeiro do Brasil e o terceiro do mundo e isso aumento muito o desenvolvimento do turismo nacional. O bondinho proporciona as vistas mais bonitas da cidade.




Em um cantinho da Urca, escondidinho na Praia Vermelha, está o Caminho Claudio Coutinho ou Caminho do Bem te vi. Caminhadas, corridas, trilhas, alpinismo, pesca... são opções para todos os gostos e com certeza um passeio agradável a toda família. Tem uma extensão de 1.250m e contorna o sopé do morro da Urca tendo o mar como companhia. De lá começa a trilha para o morro da Urca e algumas vias de escalada. O Pão de Açúcar é a montanha brasileira que tem o maior número de vias de escalada.


A trilha que vai para o Morro da Urca é de mais ou menos 40 minutos. Essa foi a minha primeira trilha e como tal se tornou especial. A beleza e o silêncio são incríveis. É a trilha que uso para recarregar as baterias de forma rápida ou para levar alguém para trilhar pela primeira vez.
Imagine depois de uma trilha ter uma bela vista da cidade do Rio de Janeiro, poder passear por um bairro extremamente calmo e ainda dar um mergulho !! Isso tudo a Urca reserva para os aventureiros !!


 

20 de jun de 2010

Kit Picnic para 2 pessoas - Guepardo


O que vem a cabeça quando se fala picnic? Pratos descartáveis que dobram enquanto comemos, talheres descartáveis que sempre quebram, bolsas para comida, como mantê-la fresca, bolsa para bebidas e etc.
Pensar em fazer um picnic e em toda logística envolvida já desanima. Aí vem a Guepardo para resolver os problemas. Esse kit picnic para 2 pessoas da Guepardo vem em uma mochila super prática e bonita de nylon e pesa apenas 1.050k.

Só a Guepardo para pensar em um kit como esse!!!!

O conjunto conta com: um cooler para até 17 litros, 2 taças em PVC, 2 facas, 2 garfos, um abridor de garrafa/saca rolha em aço inox e cabo sintético, 2 guardanapos em tecido e 2 pratos em nylon. Tudo fica perfeitamente acondicionado na mochila e super fácil para transportar.







O kit é lindo e super prático. Um picnic para duas pessoas irá ganhar um charme todo especial e a ocasião mesmo simples se tornará única! Mas se for um picnic familiar não há problema, a Guepardo também tem um kit para quatro pessoas. E como se vê pelas fotos, ele é perfeito tanto para o campo, quanto para a praia.

Kit picnic para duas pessoas da Guepardo eu testei e aprovei !!!




Sempre que algum produto tiver essa marca pode confiiar, é de qualidade. Produtos Guepardo fazem parte das minhas aventuras e do meu dia a dia. Eu uso e recomendo!

2 de jun de 2010

"Princípios de Conduta Consciente em Ambientes Naturais"

Por Fábio Fliess do blog http://naturezaadentro.blogspot.com/

"O intuito do blog é também servir como um veículo de informação para todos que o visitam. Achei que seria legal compartilhar com vocês alguns princípios que devem ser adotados por todos que pretendem frequentar ambientes naturais. Espero que gostem!!!



1 - Planejamento é fundamental

- Antes de visitar qualquer área, procure entrar em contato com a administração para conhecer o regulamento e obter informações sobre as restrições existentes.

- Informe-se sobre as condições climáticas da região a ser visitada e consulte a previsão do tempo antes de qualquer atividade em ambientes naturais.

- Procure viajar em grupos pequenos, de até 10 pessoas. Grupos menores se harmonizam melhor com a natureza e causam menos impacto.

- Sempre que possível, evite viajar para áreas muito concorridas durante feriados prolongados e férias.

- Certifique-se de que você possui uma forma de acondicionar seu lixo (sacos plásticos), para sempre trazê-lo de volta.

- Escolha as atividades que você vai realizar de acordo com o seu condicionamento físico e sua experiência em ambientes naturais.



2 - Você é responsável por sua segurança

- Uma operação de salvamento em ambientes naturais é cara e complexa, podendo levar dias e causar grandes danos ao ambiente. Portanto, em primeiro lugar, não se arrisque sem necessidade.

- Calcule o tempo que passará viajando e deixe um roteiro de viagem detalhado com alguém de confiança, com instruções para acionar o resgate, se necessário.

- Avise a administração da área que você está visitando sobre: sua experiência, o tamanho do grupo, o equipamento utilizado, o roteiro e a data esperada de retorno. Estas informações facilitarão o seu resgate em caso de acidente.

- Aprenda técnicas básicas de segurança, como navegação (como usar um mapa e uma bússola) e primeiros socorros. Para tanto, procure os clubes excursionistas da sua cidade, escolas de escalada, etc. Em geral, todos possuem cursos básicos que ajudarão nessas situações.

- Tenha certeza de que você dispõe do equipamento apropriado para cada situação e que saiba utilizá-lo. Acidentes e agressões à natureza em grande parte são causados por improvisações e uso inadequado de equipamentos. Leve sempre lanterna, agasalho, capa de chuva e um estojo de primeiros socorros, alimento e água, mesmo em atividades com apenas um dia ou poucas horas de duração.

- Caso você não tenha experiência em atividades recreativas em ambientes naturais, entre em contato com centros excursionistas, empresas de ecoturismo ou condutores de visitantes para contratar um guia. Visitantes inexperientes podem causar impactos sem perceber e correr riscos desnecessários.



3 - Cuide das trilhas e dos locais de acampamento

- Mantenha-se apenas nas trilhas pré-determinadas – em hipótese alguma use atalhos que cortem caminhos. Os atalhos só favorecem a erosão e a destruição das raízes e plantas inteiras.

- Mantenha-se na trilha mesmo se ela estiver molhada, lamacenta ou escorregadia. A dificuldade de uma trilha faz parte do desafio de estar imerso na natureza. Ao contornar a parte danificada de uma trilha, você contribui para causar um estrago ainda maior no futuro.

- Quando estiver acampando, evite áreas frágeis que levarão um longo tempo para se recuperar após o impacto.

- Acampe somente em locais pré-estabelecidos, quando existirem. Procure avaliar com antecedência se a área visitada permite acampamentos.

- Acampe a pelo menos 60 metros de qualquer fonte de água.

- Não cave valetas ao redor das barracas, escolha com calma o melhor local e use um plástico sob a barraca.

- Bons locais de acampamento são encontrados e não construídos. Nunca corte nem arranque a vegetação, nem remova pedras ao acampar. Ao sair, procure deixar o local o mais próximo possível de como o encontrou.



4 - Traga seu lixo de volta

- Se você puder levar uma embalagem cheia para um ambiente natural, pode trazê-la vazia na volta.

- Ao percorrer uma trilha, ou sair de uma área de acampamento, certifique-se de que elas permaneçam como se ninguém houvesse passado por ali. Remova as evidências de sua passagem. Não deixe rastros!

- Não queime nem enterre o lixo. As embalagens podem não queimar completamente, e animais podem cavar até o lixo e espalhá-lo. Traga todo o lixo produzido de volta com você.

- Utilize as instalações sanitárias que existirem. Caso não existam banheiros na área, cave um buraco com quinze centímetros de profundidade a pelo menos 60 metros de qualquer fonte de água, trilhas ou locais de acampamento, e em local onde não seja necessário remover a vegetação.



5 - Deixe cada coisa em seu lugar

- Não construa qualquer tipo de estrutura, como bancos, mesas, pontes etc. Não quebre ou corte galhos de árvores, mesmo que estejam mortas ou tombadas, pois podem estar servindo de abrigo para aves ou outros animais. Procure deixar tudo como está.

- Resista à tentação de levar "lembranças" para casa. Deixe pedras, artefatos, flores, conchas etc. onde você os encontrou, para que outros também possam apreciá-los.

- Vale a máxima: “tire apenas fotografias, deixe apenas leves pegadas, e leve para sua casa apenas suas memórias.”



6 - Não faça fogueiras

- Fogueiras matam o solo, enfeiam os locais de acampamento e representam a grande parcela dos incêndios florestais.

- Para cozinhar, utilize um fogareiro próprio para acampamento. Os fogareiros modernos são leves e fáceis de usar. Cozinhar com um fogareiro é muito mais rápido e prático que acender uma fogueira.

- Para iluminar o acampamento, utilize um lampião ou uma lanterna em vez de uma fogueira. Uma fogueira ainda impede a perfeita visão de uma bonita noite estrelada.

- Se é absolutamente necessário acender uma fogueira, utilize os locais previamente estabelecidos, e somente se as normas da área permitirem.

- Mantenha o fogo pequeno, utilizando apenas madeira morta encontrada no chão.

- Tenha absoluta certeza de que sua fogueira está completamente apagada antes de abandonar a área.



7 - Respeite os animais e as plantas

- Observe qualquer animal a distância. A proximidade pode ser interpretada como uma ameaça e provocar um ataque, mesmo de pequenos animais. Além disso, animais silvestres podem transmitir doenças graves.

- Nunca alimente animais. Eles podem acabar se acostumando com comida humana e passar a invadir os acampamentos em busca de alimento, danificando barracas, mochilas e outros acampamentos.

- Não retire flores e plantas silvestres. Aprecie sua beleza no local, sem agredir a natureza e dando a mesma oportunidade a outros visitantes e às gerações futuras.



8 - Seja cortês com outros visitantes



- Ande e acampe em silêncio, preservando a tranqüilidade e a sensação de harmonia que a natureza oferece. Deixe rádios e instrumentos sonoros em casa.

- O lugar dos animais domésticos é em casa. Caso traga o seu animal com você, mantenha-o controlado todo o tempo, incluindo evitar latidos ou outros ruídos. As fezes dos animais devem ser tratadas da mesma maneira que as humanas. Elas também estão sob sua responsabilidade. Procure saber com antecedência se a área visitada permite a entrada de animais domésticos.

- Cores fortes, como branco, azul, vermelho ou amarelo, devem ser evitadas, pois podem ser vistas a quilômetros de distância e quebram a harmonia dos ambientes naturais. Use roupas e equipamentos de cores neutras, para evitar a poluição visual em locais muito freqüentados.

- Colabore com a educação de outros visitantes, transmitindo os princípios de mínimo impacto sempre que houver oportunidade.



Fonte: O texto acima foi uma livre adaptação do folheto editado pela Secretaria de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente - Diretoria do Programa Nacional de Áreas Protegidas, em dezembro de 2000, com a colaboração técnica do Centro Excursionista Universitário e apoio financeiro da embaixada dos Países Baixos. Esse folheto representa a mais recente iniciativa no sentido de sistematizar um conjunto de princípios sobre o mínimo impacto adequado à realidade brasileira. Também representa o engajamento de um órgão oficial na busca de uma mudança de atitude em relação ao uso público de áreas naturais e de unidades de conservação como os Parques Nacionais. As principais referências utilizadas foram o material da Leave no Trace Inc. e o folheto Excursionismo Consciente, organizado pelo geógrafo e montanhista Roney Perez dos Santos e distribuido pelo CEU em 1996. "

25 de mai de 2010

TREKKING PEDRA DO SINO – Teresopolis PARNASO

Fiz minha primeira grande trilha com mochilão nos dias 14 a 16/05 desse ano. Para marcar minha tão importante iniciação escolhemos a Pedra do Sino, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. A Pedra do Sino fica a 2.263m de altitude e são 11 km de trilha.




Meu amigo de aventuras e perrengues Mário e eu saímos da rodoviária Novo Rio as 06:00h e chegamos à entrada do parque as 07:20h. Após todos os procedimentos para entrada no parque (pagamos R$ 40,00 cada para permanência por três dias com acampamento), chamamos um táxi, pois a subida até a barragem aonde iniciamos a trilha é de mais ou menos 4 km e não vale a pena gastar energia no asfalto !! Chegando a Barragem finalizamos os detalhes para começar a trilha: água, banheiro, acertar a mochila, regular o bastão e etc.











Vou fazer um resumo dos equipamentos levados:

• Barraca Mini Pack 1 da Azteq

• Mochila Saiph 55 da Guepardo (tenho de citar que a mochila é guerreira e confortável)

• Bastão de caminhada e isolante térmico da Náutica

• Kits de refeição da Liofoods (parceira de sempre)

• Anorack e Calça da Trilhas e Rumos

• Meias da Lorpen (pode parecer sem sentido citar meias, mas essas não são meias quaisquer) – veja post anterior.

• Balaclava e luvas da Kailish

• Repositor SUUM

• E outros: botas, fleece, kit primeiro socorros, roupas, kit cozinha, alimentos em geral (café solúvel, sanduíches, barras de cereal e etc.), saco de dormir, máquina fotográfica (imprescindível) e etc.

Começamos a subir as 08:18h, a trilha em si é bem tranqüila, tipo passeio no parque, o que a torna cansativa é o peso da mochila, as nossas tinham 15kg cada em média, pois os equipamentos pesam muito! Para quem, como eu, não esta acostumado, faz diferença ter esse peso todo nas costas. Chega ser engraçado tentar passar por baixo de um tronco caído e seu corpo tender demais para frente ou ter que inclinar de lado e desequilibrar devido ao peso.


A paisagem. A paisagem é tudo! O ar puro, a flora e a fauna são espetaculares. Passamos a dar mais valor às coisas simples da vida como deitar na grama - fazendo uma pausa na subida para o almoço - e ficar vendo a neblina subindo, dançando no céu azul, mudando a temperatura e a paisagem. Você esquece que tem problemas. Você esquece o que é um problema!!!!



Estávamos em um ritmo ótimo. Pelas nossas contas faríamos à trilha em 4 horas! Mas a altitude começou a subir e o cansaço começou a atrapalhar. Quando chegamos perto de 2.000 metros resolvemos diminuir o ritmo, tirar fotos em macro de “musguinhos” e flores. Em resumo, relaxar e aproveitar mais.



A primeira visão da Pedra do Sino, mesmo incoberta, impressiona. Mas a visão do telhado do Abrigo 4 é que nos deixa mais feliz, pois vendo ele significa de chegamos. Depois de 6 horas de trilha nós chegamos.



O abrigo foi construído pelo Ibama e é mantido/administrado por terceiros. São cobradas taxas para utilização do abrigo (banho, cozinha, camas e bivak). Todas as taxas são baratas e importantes para manutenção daquele paraíso. Tudo é mantido por dois funcionários e um administrador. Nós encontramos “Jesus”! Encontrar Jesus na montanha foi tudo, tenho certeza que não poderia existir lugar melhor. Posso afirmar que Jesus é uma figuraça !!!!!!!!


Conhecemos, também, Alexandre, o administrador, que nos acolheu de uma forma sem igual, que só o “pessoal de montanha” sabe como é.



Chegamos na sexta e não tinha mais nenhum “trilheiro” no abrigo. Meu joelho e fôlego não me deixaram assistir o pôr do sol na Pedra do Sino, mas da onde eu estava o visual já era assim:



Na manhã seguinte acordamos as 04:30h para subir o Sino e ver o nascer do sol! Fazia zero grau ! Não há palavras que descrevam o que meus olhos viram ou o que senti.

Essas fotos são apenas pequenas amostras do espetáculo que a natureza proporciona.





Além de todo o visual, ainda tivemos a sorte grande de acompanhar a entrega de material (colchões e um banheiro químico) para o abrigo feitas por um helicóptero. Não é todo dia que se vê um a cinco metros de vc e a dois metros do chão !!




Trilha também é trabalho. Mario e eu ajudamos a carregar tudo que foi entregue. E depois fomos presenteados com um almoço show – adoro macarrão com molho e almôndegas !!


Essas são do nascer do sol da manhã de domingo da Pedra da Baleia.












Preciso dizer algo mais sobre o lugar ??????? E ainda existe aqueles que dizem: "subir uma montanha para que? Não planta uma árvore, não se mata, só sobe, sobe, sobe e depois desce, desce e desce" Esse é o motivo de tanto esforço.




Como eu já havia citado, o prazer pelas coisas simples se apura em um lugar como esse. Tomar um café quentinho de manhã, comer feijão, arroz e carne moída (da Lioffods é claro), sanduíche feito na frigideira ou um simples, mas, delicioso macarrão com almôndega. Além de toda essa paz e beleza natural, ainda existem as pessoas que tivemos a oportunidade de conhecer. Além do Alexandre e de Jesus, conhecemos pessoalmente o Fabio Fliess, que já consideramos um amigo de twitter e, além dele, o Rafael, Gilmar e outros “perrengueiros” de carteirinha. É claro que sempre tem a turma “mala”: música alta, uma chato achando que sabe a letra em inglês e um casalzinho tendo uma DR na madrugada é f...., mas nada que possa abalar as estruturas da paz interior que tudo mais proporciona.



                                          Encontro de Titãs do twitter: Elque Silva, Fabio Fliess e Mario Trekking

Preparamos nossa descida para o domingo, entre 09:00h e 09:30h, para nossa surpresa e felicidade, o Alexandre (o administrador do abrigo) nos perguntou se queríamos descer com ele. Eu sabia que iria atrasá-lo, pois meu preparo físico não se compara ao dele. Ainda por cima arrumei errada a mochila, deixando todo peso na parte de cima, e perto do final meus músculos, perto da omoplata, jogaram a toalha e o Alexandre (santo Alexandre) carregou minha mochila até o fim da trilha.

O Mario desceu de carona com Alexandre até a portaria e chamou um táxi para nos levar até a rodoviária. Depois que compramos as passagens fomos direto procurar algo muito importante, que passou a ser um ritual nosso para fechamento das trilhas.


                                            Existe forma melhor de fechar uma trilha incrível??


E por tudo descrito acima a Pedra do Sino será sempre uma trilha constante em minha mente e que farei outras vezes.

Minha iniciação foi muito bem sucedida. Agora vou praticar mais para passar de aprendiz a mestre, mas sempre lembrando que o aprendizado é algo diário e constante. A cada nova trilha mais um passo é dado rumo a Bolívia 2011 !!! Agora sou uma viciada em montanha !!!!!!